Google+ Seguidores

Leitura sem fronteiras - Tradutor

sábado, 17 de março de 2012

Celular de grávida pode deixar bebê hiperativo


O Fato:



Celular de grávida pode deixar bebê hiperativo, diz estudo


Pesquisadores da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, acreditam que os celulares podem ser, em parte, os culpados por problemas de hiperatividade e déficit de atenção em crianças. De acordo com o The Sun, a radiação emitida por aparelhos móveis durante o período da gestação pode causar formação desigual do cérebro dos fetos.
"Esta é a primeira evidência experimental de que a exposição à radiação de telefones (celulares) afeta o comportamento humano", afirmou o professor Hugh Taylor, que participou do estudo, ao jornal britânico. Ele explicou que os testes foram feitos em ratos, mas que os pesquisadores acreditam que os efeitos em humanos podem ser os mesmos. No estudo, ratas grávidas foram colocadas em um espaço com um telefone celular ativo e suas crias apresentaram sinais de hiperatividade, ansiedade e memória fraca.
"Mostramos que problemas comportamentais em ratos que se assemelham ao TDAH (transtorno do déficit de atenção com hiperatividade) humano são causados por excesso de exposição, quando dentro do útero, a telefones móveis", continua Taylor. "O aparecimento de distúrbios de comportamento em crianças humanas pode vir a ser, em parte, atribuído à exposição dos fetos a celulares", pontua.
Segundo o The Sun, outros especialistas deveria ser interpretado com cautela, uma vez que ratos e humanos reagem de formas diferentes. O jornal cita entre eles o professor Eric Taylor, da universidade de King's College, em Londres, que afirmou ser improvável que os celulares sejam culpados pelo aumento de incidência da TDAH.
Fonte: Portal Terra

A Opinião:
Antes de mais nada é importante ressaltar que o ser humano do século XXI está mais preocupado em encontrar culpados do que corrigir as eventuais falhas. Somos humanos, somos falhos, estamos em um processo de constante aprendizado e o fracasso pode acontecer tanto quanto o sucesso.
É muito comum hoje alguém ser diagnosticado com hiperatividade ou déficit de atenção, mas quantos desses diagnósticos são corretos? Quantos estão apenas buscando uma desculpa para se manter em uma zona de conforto em vez de enfrentar o problema? 
Agora a pesquisa mostra que o celular pode ser um dos culpados pela hiperatividade ou déficit de atenção nos bebês. Que fique claro, pode ser um dos culpados e não o único culpado. A alimentação repleta de açúcares e cafeína pode ser outro. Mas acredito que o principal culpado ainda é a falta de limites por parte dos pais e responsáveis que permitem que a criança faça o que bem entende, afinal educar dá muito trabalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário