Google+ Seguidores

Leitura sem fronteiras - Tradutor

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Para quem gosta de ler


É com muita satisfação que o Clube de Geografia anuncia uma parceria com a editora Oficina de Textos, a partir de hoje, você que visita o nosso blog poderá adquirir bons livros da nossa parceira. Basta para isso clicar no banner que aparece do lado direito do post e aproveitar as promoções oferecidas por essa editora.

Sobre a editora:
A editora Oficina de Textos foi fundada em 1996 por Shoshana Signer, engenheira civil e mestre em Geotecnia pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP). Por 32 anos Shoshana trabalhou em grandes obras hidroelétricas e em projetos de desenvolvimento e planejamento ambiental, o que lhe confere conhecimento para propor livros necessários à comunidade e convidar autores a compartilhar sua importante experiência acadêmica. A essa atividade ela se dedica hoje integralmente.
A Oficina de Textos publica livros universitários e profissionais e visa promover, consolidar e difundir Ciência e Tecnologia brasileiras. No início, a linha editorial abrangia tópicos da Engenharia Civil, como Geotecnia, Tecnologia de Concreto e Barragens. Por afinidades, essa linha foi expandida para Geologia, Geografia, Agronomia e Meio Ambiente, por serem temas com abordagem transdisciplinar, de acordo com tendências modernas fomentadas pelas preocupações ambientais.
Seguindo essas tendências, a editora tem acompanhado também o desenvolvimento e fortalecimento do Sensoriamento Remoto no Brasil – inclusive do Programa CBERS do Satélite Sino-Brasileiro de Recursos Terrestres –, e o crescente interesse de profissionais e da sociedade em utilizar essa ferramenta. Isso explica os diversos títulos publicados nessa área e aplicados às mais diversas finalidades: oceanos, meteorologia, estudos ambientais etc.
A troca de conhecimento é promovida pela editora por meio da busca de títulos internacionais – que auxiliam e complementam o conhecimento nacional – e da exportação do que é produzido e pesquisado nacionalmente.
Melhorar a cultura científica da população jovem brasileira é imprescindível para a formação de mais cientistas e inventores – base do desenvolvimento tecnológico e econômico de um país. Valorizar Ciência e Tecnologia permanentemente, seja em casa ou na escola, da criança ao jovem adulto, é outro objetivo da Oficina de Textos, que edita as séries Decifrando.a.terra.br, para crianças, e Inventando o Futuro, para adolescentes, jovens e público geral interessado em divulgação científica.
A Oficina de Textos é comprometida em editar obras de qualidade, seja em conteúdo ou em suas etapas editoriais, e busca sempre a melhoria contínua e a satisfação total de seus leitores e parceiros.
Divulguem essa novidade e aproveitem! Ler é fundamental para se manter informado, para escrever melhor, além de ser um prazer. O conhecimento não se perde, o acúmulo de conhecimento nos torna pessoas mais interessantes.
 


  Uma parceria que promete muito sucesso!

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Casamento renovável no México

O Fato:

E se pudesse renovar o casamento de dois em dois anos?

A Cidade do México, no México, está a estudar a possibilidade de criar uma lei que permita renovar casamentos de dois em dois anos, escreve a BBC Brasil.
A mudança a ser aprovada deverá fazer parte do Código Civil e permite aos casais "renovarem" a relação se quiserem continuar casados. O objetivo é reduzir o número de divórcios e garantir o apoio para os filhos dos casais.

Em declarações à BBC, a Lizbeth Rosas Montero, que faz campanha pela proposta, afirmou que "dois anos é um tempo mínimo que permite conhecer e avaliar como é a vida em casal. Renovar implica uma certeza quanto aos direitos e deveres".
Neste contrato temporário o casal poderia ainda chegar, desde logo, a acordo em vários pontos como, por exemplo, a pensão de alimentos em caso de divórcio.
Mas alguns deputados, mais conservadores, já demonstraram o seu desacordo com a ideia, porque defendem que "o casamento é para toda a vida".

Fonte: TVI

A Opinião:

Existem coisas que acontecem e que não precisam ser testadas para saber que vai dar errado. Assim é essa lei.

Um mundo que tenta ser cada vez mais ágil não precisa de mais burocracia, além disso essa lei facilita demais a vida de quem quer se divorciar e dificulta a vida dos casais que pretendem se manter unidos.

O modelo atual é mais ágil, com "renovação automática" e se por acaso o casal pensar em se separar, aí sim encaram a burocracia. Isso faz com que as pessoas pensem um pouco mais antes de casar e procure conhecer bem o futuro marido ou a futura esposa durante o período de namoro.

Esse casamento renovável a cada dois anos é uma afronta ao próprio casamento, tornando algo banal, descartável mesmo. Não creio que seja uma boa saída.

 

 

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Conquistas das mulheres na Arábia Saudita


O Fato:

Rei saudita anula sentença de dez chibatadas contra mulher que dirigiu

O rei Abdullah da Arábia Saudita revogou nesta quarta-feira a sentença contra uma mulher condenada a dez chibatadas por dirigir um automóvel, violando a lei que proíbe as mulheres de dirigir, anunciou uma princesa saudita.
"Graças a Deus a flagelação de Shaima foi anulada. Graças a nosso amado rei", anunciou em sua conta do Twitter a princesa Amira Tawil, mulher do sobrinho do rei e homem de negócios bilionário Walid ben Talal. A anulação da condenação foi confirmada por uma fonte go governo em Riad.
Shaima Jastaina, na casa dos 30 anos, foi condenada na segunda-feira por um tribunal de Jeddah, cidade onde havia sido detida em julho quando dirigia um carro, segundo anunciou na terça-feira uma militante de defesa dos direitos humanos. Segundo ela, Shaima "não quis falar aos meios de comunicação sobre seu processo (...) e estamos impressionados" de que tenha sido condenada a dez chibatadas.
A sentença representou a primeira vez que uma punição legal foi dada pela violação do banimento. Outras mulheres ficaram detidas durante dias, mas não foram sentenciadas pela Justiça. Normalmente, a polícia apenas para as motoristas, as questiona e as deixa ir depois de assinarem uma promessa de que não cometerão a infração novamente.
Para os ativistas, a decisão judicial tornou-se mais perturbadora por ter sido tomada dois dias depois de o rei saudita, Abdullah, ter anunciado que as mulheres terão o direito de votar e concorrer nas eleições locais do país pela primeira vez a partir de 2015.
Os sinais mistos revelam o desafio para Abdullah, conhecido como um reformista, de pressionar gentilmente por mudança sem antagonizar o poderoso clero e um segmento conservador da população.
Ao permitir a participação política das mulheres, Abdullah disse que tinha o apoio oficial do conselho clerical. Mas ativistas consideraram a sentença contra Shaima como uma retaliação dos religiosos linha dura que controlam as cortes e supervisionam a intrusiva polícia religiosa.
A Arábia Saudita, onde as mulheres não podem trabalhar sem a autorização de seus maridos ou pais, é o único país do mundo onde as sauditas e as estrangeiras são proibidas de dirigir. Nenhuma lei proíbe oficialmente a prática, mas decretos religiosos conservadores a baniram.
Em meses recentes, várias mulheres dirigiram veículos em cidades sauditas em uma tentativa de pressionar a monarquia a mudar a lei. Para se deslocar, as sauditas precisam contratar um motorista e, se não tiverem de US$ 300 a US$ 400 mensais para pagar por esse serviço, dependem da boa vontade dos homens da família.
O ícone da campanha foi Manal al-Sharif, uma jovem especialista em informática, libertada em 30 de maio após ter permanecido detida por duas semanas por ter desafiado a proibição de dirigir e publicar no YouTube um vídeo no qual aparecia ao volante.
Najalaa Harriri, que é uma das outras duas mulheres que também enfrentam uma ação judicial por dirigir, disse à Associated Press que precisava usar um carro para cuidar melhor de seus filhos.


A Opinião:

O mundo está passando por um período de grandes transformações e a velocidade dessas mudanças está cada vez maior. Mas quais são os fatores responsáveis por essas mudanças?
Bem, o ser humano consegue se diferenciar dos outros animais principalmente pela capacidade que possui de transmitir conhecimentos a outras gerações. Somado a isso, observa-se um avanço espetacular da tecnologia, integrando o mundo e praticamente suprimindo o tempo e o espaço.
Assim, os registros do passado se tornam conhecidos pelo mundo inteiro, tanto as atitudes erradas, quanto ideias de pensadores que são capazes de acender fagulhas na mente das pessoas que desembocam no "incêndio incontrolável" que estamos assistindo atônitos, muitos com satisfação, pois esperavam o dia em que conquistariam direitos e a esperança de um mundo melhor, outros com medo, por não saberem o que está por vir.
O ser humano só quer ser feliz o máximo de tempo que puder, para isso lutam por seus direitos. As mulheres começam a conquistar seus direitos na Arábia Saudita e podem inclusive chegar ao poder nesse país.
Cada vez mais temos mulheres assumindo o poder e a visão feminina é diferente da masculina, as discussões entre um homem e outro é diferente da discussão entre um homem e uma mulher e o mesmo vale para as alianças. 
Temos um mundo que se transforma aos poucos, parece que de fato a Revolução Técnico-Científica-Informacional se completa deixando espaço aberto para uma possível nova Revolução: a "Revolução dos Povos da Terra", onde minorias lutarão por seus direitos e muitos tabus serão enterrados. É esperar para ver.

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Poluição do ar no Rio de Janeiro



O Fato:

OMS revela que Rio de Janeiro tem o ar mais poluído que São Paulo

Pesquisa foi feita em 1.100 mil cidades de 91 países. Em Ahvaz, no Irã, por exemplo, o índice ultrapassa 300 microgramas por metro cúbico - é considerada a cidade mais poluída do mundo.
Relatório divulgado nesta segunda-feira (26/09) pela Organização Mundial da Saúde (OMS) mostra que o Rio de Janeiro tem o ar mais poluído que São Paulo.
A pesquisa se baseia em informações dos órgãos de governo responsáveis pela medição do ar. Para a OMS, o limite tolerável de poluição é de 20 microgramas por metro cúbico.
No Brasil, a região metropolitana com a pior qualidade do ar é a do Rio de Janeiro, com nível de poluição quase duas vezes maior que a da Grande São Paulo. O estudo da OMS mostra ainda que as duas capitais brasileiras são mais poluídas que Nova York e Londres.
Fonte: Jornal Floripa

A Breve Opinião:

Fica o alerta para as autoridades do Rio de Janeiro e principalmente para a  população carioca  que não pode e nem deve esperar pelos governantes para começar a agir. É imperativo que busquemos uma solução antes que o ar da cidade do Rio de Janeiro se torne insuportável.
A questão é saber quantos vão sair da zona de conforto e buscar soluções.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Custo X Benefício dos deputados


Os Fatos:

No fim de 2010:

Aumento de salário a deputados pode custar R$ 1,8 bi a municípios, diz CNM

O reajuste de 61,8% no salário de deputados, senadores, ministros e presidente e vice-presidente da República, aprovado na tarde desta quarta-feira (15/12/2010) na Câmara dos Deputados e no Senado vai provocar um impacto de R$ 1,8 bilhão nas contas dos municípios na próxima legisatura, segundo cálculo da Confederação Nacional dos Municípios (CNM).
O número leva em consideração o efeito cascata do reajuste. De acordo com a Constituição, os deputados estaduais podem receber até 75% do salário dos deputados federais. No caso dos vereadores, os salários podem variar de 20% a 75% dos vencimentos dos deputados estaduais, dependendo do tamanho do município.
Com o reajuste aprovado, o salário dos parlamentares sobe de R$ 16,5 mil para R$ 26,7 mil. Com isso, os deputados estaduais podem elevar seus salários até R$ 20 mil. O levantamento da CNM mostra que em apenas um estado – Rio Grande do Sul – os salários dos deputados estaduais não atingem o teto constitucional.
Para os vereadores, no entanto, a lei veda a aplicação de reajuste aprovado para a mesma legislatura. A CNM lembra que o impacto de R$ 1,8 bilhão pode ser menor. O número considera que em todos os municípios haja reajuste dos salários dos vereadores pelo teto.

Fonte: Portal G1

Em 2011:

Com CCJ vazia, 2 deputados aprovam 118 projetos em 3 minutos

Em sessão vazia da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados nesta quinta-feira (22/09/2011), dois deputados aprovaram 118 projetos em pouco mais de três minutos. Mais de 30 parlamentares assinaram a lista de presença e foram embora, enquanto textos sobre temas como acordos internacionais, concessão de serviços de radiodifusão e regulamentação da profissão de cabeleireiro eram aprovados pelo terceiro vice-presidente da comissão, César Colnago (PSDB-ES), e por Luiz Couto (PT-PB). No início da reunião, Colnago anunciou: "Havendo número regimental, declaro aberta a reunião ordinária da Comissão de Constituição de Justiça e de Cidadania." As informações são do Jornal Nacional.
"Não havendo quem queria discutir, e em votação, os deputados que forem pela aprovação permaneçam como se encontram. Aprovado", declarou Colnago a cada nova pauta, ao longo de três minutos e 11 segundos. No fim da sessão, ele brincou: "Depois dizem que a oposição não ajuda." A CCJ, comissão mais prestigiada da Câmara, tem 122 deputados entre titulares e suplentes. Pela comissão, passam todas as propostas sobre direitos humanos, garantias fundamentais e organização dos poderes. Colnago disse que 35 deputados assinaram a lista de presença. "A sessão é válida porque está dentro do script do regimento, mas, com certeza, isso não contribui para o debate e, principalmente, para as decisões, muitas vezes importantíssimas, que a CCJ toma", lamentou.

Fonte: Portal Terra

A Opinião:

Os legisladores (senadores, deputados federais, deputados estaduais e vereadores) são eleitos pelo povo e deveriam trabalhar defendendo os interesses dos responsáveis pela sua eleição. 

Bem, se você que está lendo esse texto agora for procurar um novo emprego, deverá estar munido do seu currículo, além disso, será analisado de inúmeras formas: avaliação escrita, oral, dinâmica de grupo, entrevista e outras. A sua forma de vestir e de se comportar diante de inúmeras situações também será avaliada e, caso consiga se enquadrar no perfil da empresa, terá o seu tão desejado emprego.

Mas calma, porque você vai precisar providenciar os seus documentos comprovando assim estar em dia com as obrigações eleitorais, militares (no caso dos homens) além de provar que as informações que constam no seu currículo são verdadeiras.

Uma vez empregado, precisa melhorar a cada dia para não se tornar desnecessário dentro da empresa, toda empresa quer empregados comprometidos, pontuais, assíduos e eficientes. Os patrões não querem ter problemas, se te contrataram é porque querem soluções.

Bem, somos nós que elegemos os nossos legisladores, ou seja, em teoria "contratamos" os funcionários que acreditamos serem capazes de fazer a "empresa" chamada Brasil crescer a cada minuto.

O problema é que quando "contratamos" não analisamos o currículo dos candidatos a vaga. Não temos ideia de como se comportam diante de diversas situações, até porque no período eleitoral os candidatos colocam, de maneira hermética, uma máscara gigantesca.

As promessas surgem e não pedimos para analisar a documentação e saber se são capazes de cumprir tais promessas. E o mais revoltante é ver que são os funcionários que aumentam os próprios salários.

Talvez seja por isso que vemos tantas greves, mas nunca vimos políticos em greve. Apenas ouvimos quando nos chamam de vândalos, de vagabundos ou mesmo de desnecessários. 

Em uma sessão ter apenas 2 deputados trabalhando, mostra a total falta de compromisso de grande parte dessa classe.

Generalizar é um erro, por isso peço para os que são honestos e trabalhadores que lutem bravamente para fazer uma faxina no congresso nacional. Não joguem os políticos que não prestam fora, vamos aproveitar e usá-los como adubo para que assim a democracia brasileira passe a funcionar de fato. 

domingo, 25 de setembro de 2011

UPP



O Irremediável Fato:

Traficantes mandavam em patrulhas, escala e transferiam PMs em UPP

Escutas de investigação da Polícia Militar do Rio que identificaram um esquema de pagamento semanal de propina de traficantes a policiais militares na UPP da Coroa, Fallet e Fogueteiro revelam que os criminosos restringiam o patrulhamento nas favelas, mudavam a escala de trabalho dos PMs e exigiam a transferência de agentes que não entravam no esquema, mostrou o jornal O Dia.
No total, 30 policiais foram afastados e três continuam presos por suposta participação na corrupção. Os criminosos criaram áreas de exclusões de PMs, onde não haveria patrulhas de quinta-feira a domingo e cobravam de seus interlocutores, em especial do sargento Rinaldo do Desterro Santos, que havia PMs “desrespeitando” o acordo. A maior parte dos contatos era feito por um traficante identificado apenas como Alan.
De acordo com O Dia, o então comandante da unidade – agora afastado –, capitão Elton Costa Gomes, e o subcomandante, tenente Rafael Medeiros, aparecem nas gravações com o sargento, aparentemente o principal operador do esquema. Elton diz que vai passar “no bingo para pegar o ‘negócio’”. O tenente recebe ligação do praça sobre reclamação dos criminosos em relação a dois PMs que atrapalham a venda de drogas e os transfere de escala.
O suborno era pago toda segunda-feira à noite, totalizando R$ 53.000 no mês e variando entre R$ 100 e R$ 500 por PM.
O traficante cobra do sargento ainda que alguns PMs patrulhavam áreas dos criminosos, “atrapalhando o movimento” e atirando em criminosos e ameaça retaliar. Um sargento atuante do Morro da Coroa também é transferido, pelo subcomandante Medeiros, da rua para serviços internos da UPP.
Para tirar soldados “inconvenientes” da escala o sargento Rinaldo Santos ainda cobrava uma propina extra de R$ 100, como mostram 17 gravações.
Em dois dos quatro plantões da UPP, a corrupção garantia a tranqüilidade dos traficantes. A investigação revelou, ainda, que alguns PMs se recusavam a receber propina.
Em 6 de setembro, três PMs foram presos em flagrante com R$ 13.600, após receberem o pagamento semanal.

Fonte: Portal IG




A Opinião:

Infelizmente a postura corrupta de alguns policiais joga o nome de todos na lama, isso porque muitas pessoas cometem o erro infantil de generalizar colocando no mesmo saco policiais corruptos e policiais honestos que sacrificam a vida pela segurança da população deixando as próprias famílias angustiadas dia após dia.
A ideia das UPPs na teoria é fantástica, mas no Brasil parece que teoria e prática são como água e óleo, para o nosso azar.
Os políticos precisam aparecer para conseguir a reeleição ou para eleger o sucessor e manter o partido no poder, não pensam a longo prazo e realizam apenas as melhorias que ganham visibilidade, motivo pelo qual toda grande obra ou política pública passa a ter nome e logotipo nos inundando de "Fome Zero", "Bolsa Família", "Minha casa, minha vida", "Leve Leite", "UPAs", "UPPs" e outros que ainda vão surgir com nomes belos, teorias e propagandas lindas, mas analisando a fundo, apenas placebos.
Alguém ficou surpreso com a notícia acima? O tempo faz com que as máscaras caiam, ninguém engana para sempre. 
Outra coisa que parece que não vai mudar é a criminalização da pobreza, os países ricos produzem as armas, os principais usuários de drogas estão nas classes A e B, mas quando o problema aparece a culpa é do pobre. É a filosofia do Homer Simpson: "A culpa é minha e eu coloco ela em quem eu quiser".
 

 

sábado, 24 de setembro de 2011

Bolsa Família


O Fato:

Bolsa família é exemplo para África, diz representante da ONU

A estratégia brasileira para reduzir a pobreza despertou o interesse de outros países que querem saber qual a receita usada no País. Em entrevista exclusiva à Agência Brasil, o diretor do Grupo de Redução da Pobreza do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), Selim Jahan, citou algumas nações, como Índia, Turquia e Botsuana, que estão atentas às ações brasileiras, entre elas, o Bolsa Família.
Para o diretor, o ponto positivo do programa é exigir que as famílias pobres assumam compromissos em troca de receber a transferência de renda. Para ter direito ao benefício, as famílias devem vacinar os filhos, matriculá-los em uma escola e as mulheres grávidas precisam fazer o exame pré-natal.
"O benefício está aí. Não estamos falando apenas de transferência de dinheiro, mas estamos falando em dar educação e outros benefícios", disse Jahan, que trabalha na sede do Pnud, nos Estados Unidos, e veio ao Brasil para participar de reuniões no Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo (IPC-IG), uma parceria do Pnud com o governo brasileiro.
De acordo com Selim Jahan, grande número de países africanos pode usar a experiência brasileira.
Um estudo da Fundação Getulio Vargas (FGV), divulgado em julho, aponta que 18 milhões de brasileiros saíram da pobreza extrema e 39,5 milhões entraram na classe C nos últimos 10 anos. Mas o Censo de 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostrou que 16,2 milhões de pessoas ainda estão em situação de miséria, foco do plano Brasil sem Miséria, lançado pela presidente Dilma Rousseff, no início de julho. O plano pretende retirar essas pessoas da extrema pobreza até 2014.

A Opinião: 

O Brasil se transforma em um país especialista em acabar com a pobreza, sim, o nosso modelo começa a ser copiado por outras nações. De fato houve redução da miséria no país, muitas pessoas foram beneficiadas e agora possuem uma vida melhor (ainda não é uma vida digna, mas é inegavelmente uma vida melhor).

Mas, algumas questões surgem sempre em políticas públicas polêmicas. Eis algumas: 

1- A dificuldade de fiscalizar, que pode levar pessoas que não se enquadram no perfil necessário a receber o auxílio ou mesmo facilita o desvio de dinheiro público.

2- O fato do Bolsa Família servir como uma espécie de compra de votos.

3- Para ter direito ao benefício, as famílias precisam vacinar os filhos, matricula-los em uma escola e as grávidas precisam fazer o pré-natal, ou seja, basta cumprir com as suas obrigações para receber. Muitas pessoas fazem o mesmo e não recebem por isso, algo está errado.

É um programa paliativo, que vai maquear um problema em vez de solucioná-lo e agora esse paliativo será exportado como uma solução milagrosa. até que os governos encontrem coragem para discutir de verdade a questão da desigualdade social

  

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Nomes das cidades brasileiras

O Fato:

Uma em cada nove cidades do País tem nome de santo

Uma em cada nove cidades brasileiras tem nome de santo. São 652 (11,7%) dos 5.565 municípios do País. Divulgado hoje pelo IBGE, o Banco de Nomes Geográficos do Brasil mostra que São José é citado 60 vezes.
Em seguida, vêm São João (54), Santo Antônio (38) e São Francisco (27). Conhecido como "padroeiro dos trabalhadores e das famílias", São José é um dos mais populares da Igreja Católica.
O objetivo do trabalho do IBGE - disponível na internet (www.bngb.ibge.gov.br) - é ampliar o conhecimento sobre os nomes geográficos e padronizar as grafias para que se tornem oficiais.
Paraty (RJ), por exemplo, se escreve com "y" mesmo, e Ilhabela forma uma só palavra. Por enquanto, o tema aspectos históricos só está disponível para municípios do Rio e do Paraná, mas está prevista para 2012 a inclusão dos Estados de São Paulo, Minas e Goiás.
O IBGE destaca alguns nomes "exóticos", como Boa Morte (MG), Pendura Saia (GO), Saco do Boi (MA), Lagoa do Cafundó (TO), Saco do Cocoruto (RS), Rola-Moça (MG), Vai-Quem-Quer (AM e PA) e Terra da Morte (AM).
Trata-se do primeiro banco de nomes geográficos do País, com informações sobre cerca de 55 mil localidades, entre municípios, vilas, povoados, rios, montanhas, rodovias, áreas indígenas, de proteção ambiental e etc.
Segundo o IBGE, estima-se que 300 nomes de municípios não estão padronizados. Mogi das Cruzes (SP), por exemplo, é Moji das Cruzes na grafia usada pela Academia Brasileira de Letras. No guia, há curiosidades como a origem do nome Volta Redonda (RJ).
"A denominação foi dada em função do Rio Paraíba do Sul, pois a cidade encontra-se em torno de uma curva do rio, quase um semi-círculo, origem do pleonasmo."
Já Varre-Sai, também no Rio, surgiu de um lembrete escrito na porta de um rancho que era ponto de parada dos viajantes de Minas em busca de ouro, no local hoje ocupado pela sede do município. Segundo a placa, todos que ali parassem deveriam limpar o local antes de seguir caminho, retirando as fezes de seus cavalos.
Mangaratiba (RJ) vem das plantações de banana - em tupi, mangara significa ponta da banana, e tiba, lugar. Araruama (RJ) é o local onde as araras bebem água.
O IBGE informou que vai aceitar como variante o nome popular do viaduto Engenheiro Oscar Brito, no Rio, conhecido como Viaduto dos Cabritos. "Erros ortográficos são corrigidos, regionalismos são respeitados", informou o Instituto.

Fonte: Diário do grande abc

A Opinião:


A Igreja Católica possui muita força no Brasil desde o período colonial. A prova disso é a marca deixada nos nomes das cidades. Essa pesquisa é muito interessante, é bom conhecer e valorizar a história da cidade onde vivemos ou visitamos.
Curioso também é o nome de muitas cidades, se entrarmos no mérito dos bairros então nem se fala, vai aparecer cada nome esquisito...
Vale até a pena rolar uma brincadeira nesse post. Se você conhece uma cidade ou um bairro com nome exótico, coloque nos comentários, se possível com um link de uma foto ou vídeo, divirtam-se!  

 

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Rock in Rio


O Fato:


Roberta Medina revela curiosidades do Rock in Rio

Roberta Medina, filha do propulsor do Rock in Rio, tinha apenas seis anos na primeira edição do festival, em 1985. "Lembro que me perdi no meio das obras, e gostava de brincar com aqueles óculos escrito ‘rock’ e de passar gel no cabelo", disse para O Dia Online, e hoje controla o império de seu pai, Roberto Medina, que passou em 2001 o reino do Rock para ela.
A menina que tocava piano agora se deixa contagiar pelo som da bateria. "Mais recentemente, aprendi a tocar bateria. É muito difícil coordenar pés e mãos, mas comprei uma da marca Pearl e até que me saí bem!"Para comandar o festival, Roberta teve que aprender na prática quando o pai da moça a colocou no comando. "Foi na edição de 2001, ele enlouqueceu: me colocou como coordenadora de produção sem eu saber nada do assunto. Foram nove meses sem vida social, só lendo contratos e acertando pagamentos", e ela se saiu muito bem, também se mostrou muito competente tomando as rédeas do evento. "Os contratos traziam cláusulas inacreditáveis, como a que proibia o Ozzy Osbourne de comer morcego no palco. O Prince pediu 500 toalhas, que acabaram lá em casa, ficamos anos usando. O caso mais curioso que passei foi quando o Paul McCartney pediu para não venderem carne no festival, em Lisboa, o que acabei conseguindo contornar".
Apesar do jogo de cintura para contornar Paul McCartney, ainda existe uma meta que ela não atingiu: trazer Robbie Williams para o Rock in Rio! Mas como o cantor resolveu não retornar ao seu antigo grupo Take That e passou a planejar uma nova turnê mundial, as possibilidades parecem bem favoráveis à sua presença no próximo Rock in Rio.
Fonte: Portal Terra


Algumas Lembranças:



A Opinião:

Amanhã começa mais um mega evento na cidade que cada vez mais se especializa nessa área. Nos mega eventos que ocorrem no Rio de Janeiro, todos os detalhes são planejados e isso, somado a euforia do público leva ao sucesso. Aproveitem, divirtam-se, mas não esqueçam de cobrar atitudes políticas que tragam benefícios a população a longo prazo. 

Que a cidade maravilhosa não se limite a prazeres de fim de semana e sim que seja um prazer viver nela. Que não camuflem os problemas de mobilidade urbana, saúde, educação, segurança, mas que se resolvam de vez, para que o sucesso não fique apenas nos mega eventos, mas que seja duradouro.

 

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Feriado nos dias dos jogos da Copa de 2014


O Fato:

Presidente da Câmara defende feriados em dias de jogos da Copa

O presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), defendeu nesta terça-feira (20) a decisão do governo federal de incluir na Lei Geral da Copa a autorização para que União, estados e municípios possam decretar feriados em dias de jogos da Copa do Mundo de 2014. “Feriado sempre é bom”, disse, em tom de brincadeira, ao ser indagado sobre o assunto.

“Todos nós precisamos ajudar. A proposta de ter feriado no dia dos jogos da Copa do Mundo me parece interessante porque vão ser dias de mobilização, de participação ativa da população. Eu não vejo problema nisso”, disse Maia.
Nesta segunda (19), a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, chegou a sugerir que, caso algumas obras de infraestrutura não fiquem prontas a tempo para a Copa, a decretação de feriado seria uma alternativa para se evitar congestionamentos e facilitar a mobilidade urbana nas cidades-sede.
Marco Maia também rebateu as críticas do deputado Romário (PSB-RJ), que disse considerar “péssimo” feriado em dias da Copa.
“Eu vi uma declaração do deputado Romário falando sobre este tema. Acho que estamos confundindo alhos com bugalhos nesse tema. Uma coisa é a realização das obras e das ações para a Copa do Mundo (...) outra coisa são as regras que vão regular o funcionamento do país durante os eventos”, afirmou Maia.
“Não vejo problema e não acho que isso [feriados em dias de jogos] tenha a ver com a fiscalização e com o trabalho que está sendo realizado para que todas as obras estejam prontas”, declarou o presidente da Câmara.
 
Fonte: Portal G1

Romário critica feriado e promete agir para baratear ingresso da Copa do Mundo

A Lei Geral da Copa do Mundo de 2014, que tramita no Congresso Nacional, “tem vantagens, mas peca em várias coisas”. É essa a avaliação de Romário, ex-jogador e deputado federal (PSB-RJ), que classificou como "péssima" a iniciativa de marcar feriados para dias de jogos do Brasil no Mundial, uma das possibilidades abertas pela norma.
O deputado afirmou, também, que apresentará emendas à Lei Geral da Copa em relação aos preços dos ingressos, hoje a cargo da Fifa, e de acessibilidade para deficientes. “A Copa vai ser no Brasil, mas não será para os brasileiros. Os brasileiros das classes C, D e E, que até morrem pelos seus clubes, não vão ter oportunidade, de ver os jogos com o ingresso mais barato custando R$ 120”.
Para o deputado, ingressos acima de R$ 100, problemas de acessibilidade para deficientes e falta de infreaestrutura marcarão a Copa no Brasil. “Na primeira visita que fiz a uma sede, já retirei a frase de que faríamos a ‘melhor Copa de todos os tempos’. Vamos ter muito problema, especialmente em mobilidade urbana".
Romário, cogitado para disputar a prefeitura do Rio de Janeiro em 2012, criticou o governador Sérgio Cabral e o prefeito Eduardo Paes, ambos do PMDB, em relação aos problemas nas obras do Maracanã. “Votei neles, independentemente do partido. São grandes administradores, mas o que está acontecendo no Maracanã é realmente uma coisa absurda”, afirmou. “Não se pode gastar R$ 1 bilhão na reforma de um estádio. Aí, você vai para os hospitais e para as escolas públicas e faltam tantas coisas, que eu poderia ficar até a noite dizendo”.
Sem detalhar, o melhor jogador do mundo em 1994 também criticou Cuiabá (MT), Manaus (AM) e Brasília (DF) como sedes da Copa. “Os gastos no Maracanã são desnecessários, e eu lamento esse desperdício de dinheiro público. Já é a quarta ou quinta reforma, e com certeza haverá outras depois da Copa.

Fonte: Uol
 
A Opinião:

Quando o Brasil conquistou o direito de sediar a Copa de 2014, o povo vibrou, se encheu de esperança, mas no final os brasileiros podem acabar frustrados.
A notícia de feriados em dias de jogos alegrou a muitas pessoas, que não perceberam que se trata apenas de uma maquiagem para os problemas de infraestrutura do país, ou seja, vamos perder a oportunidade de investir na mobilidade urbana e deixar um legado para a população brasileira no futuro.
Além disso, a Fifa é quem vai definir o preço dos ingressos e a notícia até o momento é que o ingresso mais barato vai custar 120 reais, ou seja, a Copa do Mundo será realizada no Brasil, mas não será para os brasileiros.
Pensem, por exemplo, em quanto uma família pequena, composta por mãe, pai e um filho gastaria para poder assistir a um jogo da copa?
O transporte público não é dos mais baratos, teriam que gastar para ir e voltar, ainda que a família vá de carro, imagine o preço dos estacionamentos ao redor dos estádios.
Além disso, normalmente em uma saída como essa, as pessoas costumam lanchar, gastando assim mais dinheiro, isso sem contar o valor dos ingressos. Assim, não seria um exagero dizer que para essa família assistir a um jogo da Copa do Mundo, teriam que desenbolsar pelo menos um salário mínimo.
Que a população abra o olho e comece a pressionar agora, para que tenhamos preços justos para os ingressos e que as obras caríssimas ao menos deixem um legado para o futuro do Brasil.

terça-feira, 20 de setembro de 2011

Médicos X Planos de Saúde


O Fato:

Médicos não vão atender planos de Saúde nesta quarta

Como forma de protesto, os médicos de Mato Grosso não atenderão, nesta quarta-feira (21/09), pacientes com planos de saúde do Grupo Unidas. No Estado, são 12 os participantes deste grupo: Cassi, Assefaz, Afemat, Embratel, Fassincra, Petrobrás, Eletronorte, Caixa Econômica Federal, Sambemat, Geap, Conab e Correios.
A paralisação tem caráter nacional, porém cada Estado definiu, de forma autônoma, os planos de saúde que não serão atendidos.
Conforme a presidente do Conselho Regional de Medicina, Dalva Neves, o critério de escolha do Grupo Unidas foi por falta de negociação com a categoria e por postura considerada abusiva e antiética.
"A Comissão de Honorários Médicos, entidade que representa a categoria, em reuniões realizadas durante este ano, chamou todos os planos de saúde e o Grupo Unidas não compareceu e sequer mandou representantes em nenhuma das vezes. O que parece é que eles não se importam com as reivindicações", afirmou.
Entre os pedidos da classe, o principal deles é por uma equiparação na relação entre operadoras e médicos.
Dados da Comissão de Honorários Médicos de Mato Grosso, por exemplo, mostram que o Grupo Unidas paga entre R$ 38 e R$ 47 por consulta, em um prazo de até 90 dias. Já a Unimed, segundo a presidente do CRM uma das melhores no quesito, paga em média R$ 52, em um prazo de 30 dias.
Outro ponto é que não é raro que os médicos que atendem pelo Grupo tenham pouca ou nenhuma autonomia em pedido de exames, muitas vezes, excluídos do plano sem total explicação do motivo.
De acordo com a presidente, o objetivo é que, até o fim deste mês, a categoria negocie com todos os planos um teto de R$ 80, no pagamento das consultas, com possibilidade de negociação para até R$ 60. Caso não haja acordo, no dia 1º de outubro os médicos paralisarão novamente, desta vez sem atender nenhum plano de saúde.
"Será o prazo final e estamos abertos a negociação. O que não dá mais é que os planos cada vez mais aumentem suas tarifas para o usuário e queira permanecer com as mesas para os médicos", disse Dalva.
Segundo números das próprias operadoras, o faturamento no primeiro trimestre de 2011 foi de R$ 18,4 bilhões, 3,8% a mais que no mesmo período de 2010.
Analisando os dados de 2010, as operadoras médico-hospitalares tiveram uma receita de R$ 72,7 bilhões, 13% a mais que em 2009.
Comparado-se as mensalidades cobradas pelos planos com o aumento que os médicos tiveram, os resultados são gritantes. Em 2010, pagava-se em média R$ 127 e, em 2009, este número era de R$ 116,37 per capita por mês; um aumento de 9,1% no ano.
Já a consulta médica, em 2007, valia R$ 37 e, em 2010, subiu, em média, para R$ 40. O reajustes é considerado irrisório pela categoria.
Apesar da paralisação, a Comissão de Honorários Médicos informou que os atendimentos de urgência e emergência dos planos do Grupo Unidas serão atendidos normalmente.

Fonte: Mídia News

A Opinião:

Não é de hoje que os planos de saúde estão deixando os médicos doentes, algo precisa ser feito contra o sucateamento da saúde no Brasil. Sempre se fala que com saúde não se brinca, que prevenir é melhor do que remediar, mas ainda assim, alguns acreditam que vale a pena tratar como negócio, aumentando os lucros sem se importar com o resultado final.

Enfim, atualmente mesmo quem tem planos de saúde precisam enfrentar filas gigantescas, com médicos atendendo o máximo de pessoas possível com consultas de menor qualidade. Que os médicos consigam o aumento e que os planos de saúde pensem mais nas vidas que podem salvar do que no próprio bolso.

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Satélite da Nasa vai cair na Terra essa semana


O Fato:

Satélite do tamanho de ônibus cairá sobre a Terra nesta semana

A Nasa (agência espacial norte-americana) informou, nesta segunda-feira (19/09), que um satélite desativado vai cair na Terra nos próximos dias, mas não sabe informar exatamente onde e quando isto vai acontecer.
Lançado em 1991 para estudar a atmosfera, o Uars tem o tamanho de um ônibus escolar e pesa quase seis toneladas. As chances do satélite atingir uma pessoa, no entanto, são mínimas: cerca de 1 em 3.200, segundo a agência espacial.
"Portanto, estas são probabilidades realmente muito baixas de que alguém venha a ser atingido por um pedaço de escombros", disse Nick Johnson, cientista-chefe do Programa de Detritos Orbitais da Nasa, na agência do Johnson Space Center em Houston.
Segundo os cientistas, o mais provável é que o satélite venha a cair entre a quinta e a sexta-feira sobre um trecho de terra com mais de 804 km de comprimento em algum lugar entre o norte do Canadá e sul da América Latina.
A Nasa aconselha a qualquer pessoa que encontrar um dos pedaços do satélite a não tocar no objeto e notificar as autoridades locais. A agência afirma que o aparelho continua a ser propriedade do governo dos Estados Unidos e não pode ser vendido ou negociado.
O Uars custou US$ 750 milhões e parou de funcionar em 2005, quando foi desligado e substituído por satélites melhores e mais novos.
No mesmo ano, a Nasa usou todos os propulsores do satélite para move-lo a uma órbita mais baixa e assim ser sugado pela gravidade da Terra. Atualmente, a órbita do Uars é de cerca de 245 km por 275 km e, obviamente, continua diminuindo a cada dia.

Fonte: Correio do Estado

A Opinião:

A queda desse satélite pode ser perigosa, pois existe o risco, embora muito pequeno, de atingir uma pessoa. A Nasa terá a responsabilidade caso a queda do satélite cause algum tipo de dano a pessoas ou mesmo a construções, até o momento, em quedas de satélites anteriores nada de mal ocorreu, vamos torcer para que não aconteça.

Os satélites de fato revolucionaram a vida na Terra, pois permitiram avanço fantásticos nos meios de comunicação por exemplo. Que as pesquisas espaciais cada vez mais enveredem por esse caminho e cada vez menos em tentativas inúteis de descobrir vida em outros planetas.

 

domingo, 18 de setembro de 2011

Tony Blair visitou Kadhafi em 2008 e 2009


O Fato:

Tony Blair visitou Kadhafi em sigilo em 2008 e 2009

O ex-premier britânico Tony Blair fez duas viagens privadas à Líbia e teve reuniões com Muamar Kadhafi antes da libertação, pelo governo da Grã-Bretanha, do líbio condenado pelos atentados de Lockerbie, informa o jornal Sunday Telegraph.
Blair, que deixou o cargo de primeiro-ministro em 2007, utilizou um jato privado do regime líbio para visitar Kadhafi em junho de 2008 e abril de 2009, destaca o jornal, que cita documentos encontrados em Trípoli desde a queda de Kadhafi.
Blair teve um papel importante no descongelamento das relações com o ditador líbio, em troca do abandono pelo regime de Trípoli do programa de armas nucleares. A primeira visita aconteceu quando o trabalhista ainda estava no poder, em maio de 2004.
Um porta-voz de Blair confirmou que as outras visitas aconteceram e que os líbios apresentaram a questão de Abdelbaset Ali Mohmet al-Megrahi, detido na Escócia pelo atentado de Lockerbie.
Mas a fonte destacou que Blair respondeu que uma eventual libertação do líbio por razões de saúde era uma decisão da justiça escocesa.
A libertação aconteceu em agosto de 2009, após o cumprimento de apenas oito dos 27 anos de prisão a que o líbio havia sido condenado.
Megrahi era a única pessoa condenada pelo atentado de dezembro de 1988 contra um avião da Pan Am que deixou 270 mortos, em sua maioria americanos, quando a aeronave explodiu no ar quando sobrevoava a Escócia.
A revelação aumenta a pressão sobre Blair para que explique o teor das conversas com Kadhafi depois que deixou Downing Street.
O Sunday Telegraph afirma que os documentos mostram que as viagens de Blair em 2008 e 2009 aconteceram a partir de Serra Leoa em um avião cedido pelo próprio Kadhafi.

Fonte: AFP

A Breve Opinião:

Gostaria muito de saber o teor das conversas e como um  ditador "cruel e sanguinário" mantinha contato aparentemente amistoso com o ex-Primeiro Ministro da Grã-Bretanha. É importante saber para marcar o momento em que o ditador deixa de ser um simples chefe de Estado e se transforma em um dos piores inimigos da OTAN. O mistério está no ar.


sábado, 17 de setembro de 2011

Greve nos correios


O Fato:

Greve dos Correios já atrasou 42 mi de correspondências

Os três dias de greve dos funcionários dos Correios provocaram um atraso na entrega de 42 milhões de objetos em todo o país - o que corresponde a 40% do total previsto para esse período. E a paralisação segue pelo menos até a próxima segunda-feira, quando os sindicatos que representam a categoria farão novas assembleias.
Os Correios informaram que foi mantida a adesão ao movimento em cerca de 30% de um total de 110 mil funcionários. A Fentect (Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares), que reúne os sindicatos da categoria, afirma por sua vez que já são mais de 70 mil funcionários parados.
A maior parte da adesão é dos carteiros, mas o sindicato do Distrito Federal informou ontem que pararam as atividades parte dos funcionários administrativos do prédio central da empresa, em Brasília, e também todo o setor de tecnologia.
"Essa é a unidade que dá suporte para as agências do Brasil inteiro. Se houver algum problema, os atendentes vão precisar fazer todos os procedimentos manualmente", disse a presidente do sindicato, Amanda Corcino. A empresa informou que a paralisação nesse setor foi em torno de 10% apenas e que não houve consequências na operação.
Na tarde desta sexta-feira, sindicatos de todo o país realizaram assembleias e decidiram pela manutenção da greve. A tendência deve ser mantida nos encontros do início da próxima semana, uma vez que a negociação entre a categoria e a empresa está totalmente parada. Os Correios afirmam que só voltam a negociar com o retorno ao trabalho, o que é descartado pelos representantes dos funcionários.
"Se eu não tiver uma proposta para apresentar nas assembleias na segunda-feira, a greve vai continuar", disse à Folha o secretário-geral da Fentect, José Rivaldo da Silva.
Além do atraso na entrega dos produtos, seguem suspensos os serviços com hora marcada: Sedex 10, Sedex Hoje e Disque-Coleta. Algumas agências também fecharam e deixaram de atender o público.
O presidente dos Correios, Wagner Pinheiro de Oliveira, havia informado na quarta-feira que um plano de contingência foi montado para amenizar o impacto da greve, com funcionários fazendo hora-extra e trabalhando nos fins de semana.
Fonte: Correio do Estado

A Opinião:
Muitos acreditavam que, com o advento da internet, os correios enfraqueceriam. Mas alguns serviços continuam a todo vapor nos correios, que conseguiu se reinventar e manter a sua importância.
Apesar da comunicação instantânea via e-mail, chats e é claro da telefonia celular (esta cada vez mais difundida e moderna), os correios se mantêm uma instituição vital e confiável.
Mais uma greve com baixa adesão, mas que deve ser levada em consideração, as reivindicações são justas. Os trabalhadores precisam entender que possuem direitos e que precisam lutar por eles sem medo de perder os empregos, a união precisa prevalecer.

 

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Mais dias letivos nas escolas


O Fato:

Ministro defende mais dias letivos nas escolas

O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou nesta quinta-feira que prefere ampliar o número de dias letivos nas escolas em vez de ampliar o número de horas/aula.
"Há alguns estudos que mostram que o número de dias é mais importante do que o número de horas por dia", disse, após sair de um evento em Brasília. "O impacto sobre a aprendizagem é até maior quando nós falamos de dias letivos por ano", completou.
Anteontem, o ministro anunciou a intenção de ampliar a jornada escolar obrigatória nas escolas públicas e particulares do país. O MEC apontou duas possibilidades: ou os colégios aumentam o número de dias letivos (de 200 para 220) ou o total de horas de aulas por dia.
Hoje, o ministro afirmou que o ministério considera inclusive a hipótese de deixar que cada escola escolha a maneira de ampliar a jornada.
"Estamos discutindo a proposta com secretários municipais e estaduais. Temos de ver quais são as possibilidades concretas de rede física e qual é a maior conveniência", afirmou.


A Opinião:
Ah sim, então é isso? É só aumentar a carga horária que o ensino no Brasil vai decolar? Eu gostaria de saber uma coisa: Os professores foram consultados? 
O Brasil segue cometendo dois erros básicos na área de educação: 
1- Nenhuma mudança é discutida com aqueles que estão dentro de sala de aula, falo em discussões e não em apresentações de propostas prontas e não testadas. Educação não pode ser medida através apenas das estatísticas.
2- Querem começar a corrigir os rumos da educação pelo Ensino Médio. Ninguém começa a construir uma casa pelo telhado. É necessário começar com uma base firme. Essa mudança precisa começar a partir da educação de base, valorizando aos professores e professoras desse segmento, consequentemente o Ensino Médio irá melhorar.
Esse abandono total do tradicionalismo na educação irá nos custar caro, vivemos em uma época onde não se pode reprovar porque traumatiza o aluno, em que o foco da educação tem que estar voltado completamente para o aluno (muitas vezes visto como cliente), quando na verdade o foco precisa estar voltado para o professor (que foca naturalmente o aluno). É o professor que precisa de melhores condições para trabalhar.
Para ensinar é necessário 3 coisas: 
1- Que os professores saibam o conteúdo a ser ensinado e a forma como deve ensinar (E, embora muitos digam o contrário, os professores no Brasil sabem)
2- Que os professores queiram ensinar (E querem)
3- Que os alunos queiram aprender. 
Os alunos querem aprender, mas querem um modelo de sucesso na frente, eles se concentram nas aulas dos professores que eles mais admiram e quando isso ocorre os três pontos se completam. E sem a necessidade dos 20 dias a mais, e talvez até mesmo com 20 dias a menos, pois quando o aluno quer aprender a aula rende e todos podem ter mais tempo para descanso e planejamento para o futuro.

 

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Palestina pedirá adesão à ONU


O Fato:

Abbas pedirá adesão da Palestina à ONU no dia 23

O presidente palestino, Mahmud Abbas, apresentará no dia 23 de setembro o pedido de adesão de um Estado palestino à ONU, exceto no caso da oferta de uma alternativa "crível", afirmou o ministro palestino das Relações Exteriores, Riyad al-Malki.
"O presidente apresentará a solicitação no dia 23 às 12h30, exceto no caso de uma proposta crível para a retomada das negociações", disse Malki, em referência aos contatos em curso entre Estados Unidos e os países europeus. "Nossa prioridade agora é ir ao Conselho de Segurança e pedir nossa admissão".
"Vamos submeter nossa demanda para virar um membro com plenos direitos, mas estamos abertos a qualquer sugestão e ideia, que poderiam vir de qualquer lado, para reiniciar as negociações com bases sólidas, com termos de referência claros, um calendário claro e garantias claras", completou. "Vamos ver se alguém apresenta uma oferta crível que nos permita considerá-la seriamente".
Israel e Estados Unidos são contrários ao plano de Abbas e defendem um retorno às negociações diretas, que estão totalmente suspensas há um ano.
A atividade diplomática é intensa e nesta quinta-feira a chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Catherine Ashton, se reuniu em Jerusalén pela segunda vez com o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, antes de retornar a Bruxelas.
Na quarta-feira, Ashton decidiu prolongar a estadia em Israel para continuar com as consultas. Ela tenta obter uma solução de compromisso para a retomada das negociações.
Representantes americanos - o emissário para o Oriente Médio David Hale e o conselheiro especial do presidente Barack Obama Dennis Ross - também estão na região com o objetivo de tentar convencer os palestinos a não apresentar a demanda.
Mais cedo, o vice-ministro israelense das Relações Exteriores, Danny Ayalon, advertiu que um pedido de adesão à ONU de um Estado da Palestina estabeleceria o fim de todos os acordos com os palestinos.
"Se os palestinos adotarem uma ação unilateral, isto significaria a anulação de todos os acordos, liberando Israel de todos os compromissos. Os palestinos terão a inteira responsabilidade", declarou Ayalon à radio estatal. O vice-chanceler se negou, no entanto, a detalhar as medidas de represália que seriam adotadas por Israel.


A Opinião:
Essa cartada da Palestina, pretendendo terminar com a disputa eterna com Israel, pode acirrar ainda mais a rivalidade entre os países e criar ainda mais instabilidade na região. A medida unilateral, no momento em que o mundo inteiro pedia por acordos, pode gerar retaliações por parte de seu inimigo, muito mais poderoso economicamente e militarmente.
Por outro lado, depois de uma longa espera, a Palestina nunca se viu tão próxima de conseguir a criação de um Estado. O problema é a forma como esse Estado vai nascer e as chances de ser próspero. Dentro de pouco mais de uma semana teremos o desfecho desse capítulo, mas com certeza não teremos o desfecho dessa história.