Google+ Seguidores

Leitura sem fronteiras - Tradutor

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Gastos com presos X gastos com estudantes


O Fato:


País gasta R$ 40 mil com um preso, mas R$ 15 mil com um estudante

O país investe mais nos presos que nos estudantes, segundo dados do jornal "O Globo". A média anual de gastos com um detento é de R$ 40 mil, enquanto que com um aluno, R$ 15 mil, quase um terço do valor.
Já na comparação entre os presídios estaduais e os estudantes de ensino médio, a cargo dos governos estaduais, a primeira área recebe quase nove vezes mais verbas que a educação. A diferença é de R$ 21 mil por ano para R$ 2,3 mil.
Na avaliação dos especialistas, não se deve deixar de gastar com o sistema penitenciário, que enfrenta problemas como a superlotação, e sim se investir mais nos diversos níveis da educação e aplicar melhor o dinheiro destinado aos presos.
Fonte: O Globo

A Opinião:
Prevenir é sempre melhor que remediar e nesse caso  a melhor forma de prevenir a superlotação dos presídios é investindo mais na educação.
Pitágoras já dizia: “Educai as crianças e não será preciso punir os homens”.
Acredito inclusive que a reportagem errou ao usar duas vezes o mesmo termo para situações diferentes, não se pode nivelar presos e estudantes. É preciso investir mais nos estudantes para não precisar gastar com os presos. Isso mesmo, estudante é investimento e preso é gasto. Estudante é receita futura, preso é apenas despesa.
Se as coisas continuarem nesse ritmo, vai ter gente preferindo ir para a cadeia do que para a escola.



segunda-feira, 21 de novembro de 2011

O comércio e os focos da dengue

O Fato:

Levantamento mostra que 40% do comércio tem foco de dengue

Um levantamento feito pela Vigilância Sanitária de Piracicaba mostra que 40% dos 102 estabelecimentos comerciais visitados pelo órgão apresentaram criadouros do mosquito Aedes Aedypti, que transmite a dengue. O número de casos da doença registrado em Piracicaba até esta segunda-feira (21) é maior do que o número de todos os casos registrados em 2010 inteiro. Em 2011, até o momento, 672 casos de dengue foram computados. No ano passado, foram 650 casos.
Os agentes da vigilância sanitária começaram nesta segunda a percorrer os estabelecimentos comerciais do centro da cidade para orientar os comerciantes sobre os criadouros. O coordenador do Plano de Combate à Dengue, André Luis Rossetto, explicou que os últimos casos de 2010 foram registrados em julho, fato que não se repetiu em 2011, quando houve casos em outuro.

"Isso é preocupante. Anos atrás os casos de dengue cessavam em junho ou julho. De algum tempo pra cá, os casos não estão parando nesses meses e estão se estendendo até o final do ano", disse Gláucia Elisa Perecin, que faz parte do Grupo de Vigilância Epidemiológica em Piracicaba.
Rossetto disse que no comércio há vários estabelecimentos onde os comerciantes deixam caixas de sapatos nos fundos da loja, que acumulam água. "Alguns comerciantes fazem reformas e deixam o material nos fundos das lojas que podem acumular água, outros que não limpam as lajes e marquises", completou.
A Secretaria de Saúde está intensificando as ações de combate ao mosquito, por meio de arrastões, visitas às casas, distribuição de panfletos e cartazes, entre outros. "São ações tão simples que acabam são deixadas de lado. Acho que por ser tão simples o pessoal acaba relaxando e deixando passar", concluiu o coordenador.
Fonte: EPTV.com


A Opinião:


Muito se fala que para prevenir a dengue são necessárias apenas atitudes simples. Mas é fundamental que essas atitudes simples sejam coordenadas, tenham dias para acontecer.
Sabe-se que não adianta nada uma pessoa agir se o vizinho não faz o mesmo, não adianta as pessoas agirem se os comércios viram focos. Sendo assim, seria fundamental que o governo realizasse mutirões com vários dias e horas marcados para fazer uma varredura completa e acabar com os focos.
É uma covardia transferir a responsabilidade para a sociedade civil. É simples? Sim, mas alguém precisa fazer e nos manter alertas durante todo o ano e não apenas no verão.
Não adianta gastar rios de dinheiro com propaganda de prevenção a dengue e deixar cada um por si.

 

domingo, 20 de novembro de 2011

Valorização dos artistas brasileiros


O Fato:

Lobão diz que Lollapalloza não respeita os músicos brasileiros

Neste sábado (19/11), o cantor Lobão publicou um vídeo no YouTube dizendo que seria uma das atrações do Lollapalloza Brasil em 2012, mas recusou o convite. Segundo o compositor, ele desistiu de participar do evento, porque, resumindo, a organização internacional não trata os artistas brasileiros com o devido respeito.
Lobão afirma que os músicos nacionais, iniciantes ou mesmo experientes, são obrigados a tocar durante o dia (das 10h às 15h), antes dos gringos. Para ele, isso é injusto.
No vídeo, o cantor ainda estimula os músicos brasileiros a abandonar o evento.
O compositor  também disse que se recusou a tocar recentemente no Rock in Rio e no SWU por motivos parecidos.
A assessoria do Lollapalloza não foi localizada para comentar sobre o assunto.
O Lollapalooza Brasil acontece no Jockey Club, em São Paulo, nos dias 7 e 8 de abril de 2012.
É a primeira edição brasileira do festival norte-americano, idealizado por Perry Farrell, cantor da banda Jane's Addiction.
Ainda não se sabe ao certo quais serão as atrações do festival, mas há boatos que apostam em nomes como Foo Fighters, Arctic Monkeys e o próprio Jane's Addiction.
Uma coletiva de imprensa será realizada nesta segunda (21/11), para divulgar os primeiros nomes do Lollapalloza Brasil.

Fonte: Portal R7 

A Breve Opinião:

Parece que a visão do brasileiro está mudando paulatinamente, estamos aprendendo a valorizar o que é nosso. A música, o cinema, os produtos, a cultura, enfim...passamos a enxergar o Brasil.

O gigante tá acordando e o vídeo abaixo mostra isso de maneira fantástica

Não é necessário boicotar o que vem de fora, esse intercâmbio é ótimo. Não precisamos menosprezar as outras nações, porém precisamos respeitar o que é nosso.


 

 

sábado, 19 de novembro de 2011

Comissão da Verdade


O Fato:

Dilma sanciona Comissão da Verdade e cita "dia histórico"

A presidente Dilma Rousseff sancionou nesta sexta-feira a lei que cria a Comissão da Verdade para esclarecer crimes e abusos contra direitos humanos cometidos no país entre 1946 e 1988, período que engloba o regime militar (1964-1985).

A Comissão, cuja criação foi proposta em 2009, terá um prazo de dois anos para investigar as violações de direitos humanos ocorridas no período. Ela é criada no Brasil anos após outros países latino-americanos que viveram sob regimes militares instalarem comissões semelhantes.

O grupo será composto por sete integrantes, que serão indicados pela Presidência da República, ponto polêmico na elaboração do projeto, que foi aprovado sem oposição no Congresso.

Presa por três anos e torturada durante o regime militar, Dilma disse que a aprovação da Comissão é um "passo decisivo" na consolidação da democracia brasileira.

"(As leis) colocam o nosso país num patamar superior, num patamar de subordinação do Estado aos direitos humanos", disse a presidente a uma plateia que incluiu os comandantes de Exército, Marinha e Aeronáutica.

"É uma data histórica para o Brasil, é o dia em que comemoramos e a partir de agora iremos comemorar a transparência e celebrar a verdade."

O projeto brasileiro foi inspirado em investigações semelhantes adotadas por Argentina, Chile, Peru, Guatemala e El Salvador. Alguns desses países instalaram tais grupos logo após o fim de seus regimes militares.
A Organização das Nações Unidas (ONU) elogiou a criação da Comissão, "há muito tempo aguardada", e a considerou como um "passo importante para desvendar a verdade sobre as violações aos direitos humanos passadas".
"(A Comissão) é essencial e um primeiro passo bem-vindo para curar as feridas do país e esclarecer erros do passado", disse a alta comissariada da ONU para Direitos Humanos, Navi Pillay, em comunicado.


A presidente sancionou ainda a lei que garante o acesso a documentos públicos de órgãos federais, estaduais, distritais e municipais dos três Poderes. De acordo com a lei, os órgãos públicos deverão disponibilizar, na Internet, arquivos como planos de governo e prestações de contas.

O sigilo ocorrerá apenas em casos de proteção da segurança do Estado e dados de caráter pessoal.

Dilma disse que, com a nova lei, o sigilo não colocará "sob guarida" desrespeitos aos direitos humanos.

"É fundamental (para) que esses fatos que mancharam nossa história nunca mais voltem a acontecer", disse.

A lei determina o prazo em que os documentos deverão ser mantidos sob sigilo: 25 anos para informações ultrassecretas, 15 anos para os dados secretos e cinco anos para os reservados. A prorrogação do prazo só será concedida para os documentos ultrassecretos, por única vez, limitando a restrição ao acesso a 50 anos.
Fonte: Reuters



A Opinião:
Muitas pessoas que foram torturadas ou que tiveram entes queridos assassinados nesse período esperavam por esse momento. 
A criação da comissão da verdade vem em um momento em que aqueles que estão lutando para moralizar o Brasil estão sendo assassinados, como a Juíza Patrícia Acioli, ou ameaçados de morte, como o Marcelo Freixo.
É necessário que haja segurança para que as investigações possam ser feitas e seria interessante investigar também a origem desses golpes militares que culminaram em ditaduras. Que de fato a justiça tarde, mas não falhe.


Em tempo: Que tal uma Comissão da Verdade em Guantánamo? 

 



quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Jornalista deverá pagar indenização por ofender o Brasil


O Fato:

Jornalista deverá pagar indenização por ofender Brasil

Com o voto favorável de dois dos três desembargadores da 9ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná, o jornalista norte-americano Joe Sharkey deve ser condenado a uma retratação pública de supostas ofensas que teria proferido contra o Brasil em um blog que mantém na internet. Nesta quarta-feira, ele criticou a imprensa brasileira em seu blog.
Eles também votaram pelo pagamento de indenização de R$ 50 mil, com valores corrigidos a partir de 2008, quando foi postada a primeira publicação considerada ofensiva. Sharkey estava no jato Legacy que se chocou contra um Boeing da Gol em 2006, que levou à morte 154 pessoas.
A sentença ainda não foi homologada pelo TJ, em razão de o terceiro julgador, desembargador José Augusto Aniceto, ter pedido vistas ao processo. "Apesar da interrupção do julgamento, a decisão já está dada porque temos dois votos favoráveis", disse o advogado da Associação de Familiares e Amigos das Vítimas do Voo 1907, Dante D'Aquino.
Após a publicação, há possibilidade de recurso. O processo foi movido por Rosane Gutjahr, que perdeu o marido na tragédia. "Nós não tínhamos nem recuperado os corpos das pessoas e ele (Sharkey) já estava dizendo que no Brasil só tem tupiniquim, que o Brasil é o mais idiota dos idiotas, que aqui só tem samba, carnaval e prostitutas", afirmou.
Considerando-se ofendida, ela recorreu à Justiça pedindo uma reparação. Em primeiro grau, a Justiça negou-lhe o pedido, alegando que não era parte legítima. Nos dois votos já declarados no julgamento que começou nesta quinta-feira, o relator Sérgio Luiz Patitucci declarou que Gutjahr "não só tem legitimidade, mas também tem interesse processual".
O jornalista criticou nesta quarta-feira a imprensa brasileira. Em seu último post, Sharkey acusa a mídia de ser "xenofóbica, talvez uma herança de todos os anos em que passou de joelhos como fiel serva da Ditadura. Hábitos antigos dificilmente acabam".
Sobre a declaração de que a população brasileira seria a "mais idiota das idiotas" ele diz que não se "constituiria difamação nos EUA (ou em qualquer outro lugar que possua leis de liberdade de expressão)".

Fonte: Portal Ig

A Opinião:
Até onde vai a liberdade de expressão? A soberania e o povo de um país podem ser ofendidos?
O que vale mais a pena em um caso como esse: simplesmente ignorar ou levar até as últimas consequências?
Ao dizer que o Brasil só possui samba, carnaval e prostitutas, o jornalista mostrou desconhecimento da nossa realidade e nós é que somos chamados de idiotas.
O Brasil colabora um pouco, precisamos mudar a imagem brasileira que é vendida ao redor do mundo e para isso é importante aproveitar esse momento em que sediaremos grandes eventos para fazer melhorias em nosso território, e que estas sejam duradouras para que sejam usadas pela nossa população e não sirvam apenas para "as visitas".
Afinal, xenófobo é um adjetivo que não cabe ao povo brasileiro, tratamos melhor os turistas que o próprio povo. 
Simplesmente não gostamos de imbecis como Sharkey responsável pela morte de 154 pessoas.

 

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Nasa precisa de astronautas


O Fato:

Quer ser astronauta? NASA aceita candidaturas online

Anda à procura de emprego? Se for norte-americano pode tentar a sorte junto da agência espacial norte-americana (NASA), que abriu inscrições online para quem sonha ser astronauta. Charles Bolden, diretor-geral da NASA, fez o anúncio na terça-feira, em Washington, durante uma conferência de imprensa de apresentação dos cinco novos astronautas da turma de 2009.
A turma de 2009 é a primeira que se formou durante uma nova fase de voos espaciais levada a cabo pelos EUA, após o fim da era de viagens ao espaço com vaivéns espaciais. De acordo com o "Huffingtonpost", e numa altura em que muitos saem para a reforma, a NASA pretende contar com uma nova geração de astronautas que ajude a recuperar a liderança mundial na exploração do Espaço. Para além da formação de novos astronautas, o projeto de liderança dos Estados Unidos inclui chegar a um asteroide, voltar à Lua e chegar a Marte daqui a 20 anos.
A NASA está desde terça-feira a recrutar novos astronautas através da página de empregos federais usajobs.gov onde tudo é explicado. Para serem aprovados, os candidatos devem ser cidadãos norte-americanos e maiores de idade.
Outro ponto fundamental para entrar no programa da NASA é a formação acadêmica. Caso o candidato não seja piloto formado, deve ter formação superior de uma "instituição credenciada" em Engenharia, Biologia, Física ou Matemática, e pelo menos três anos de experiência profissional. Caso o candidato tenha feito um mestrado, isso também será levado em conta.
Fisicamente, é necessário que o candidato tenha uma estatura entre 1,57 e 1,90 metros, visão perfeita e uma pressão sanguínea que não ultrapasse140/90 milímetros de mercúrio.
Não há limite de idade, mas o histórico de recrutamentos anteriores aponta para uma variável entre 26 e 40 anos.
Com o lema "NASA, onde o céu não é o limite", a agência espacial norte-americana espera conseguir recrutar entre nove a 15 novos astronautas, que serão escolhidos em 2013. Os selecionados vão participar nos mais modernos programas de prospecção da NASA, com missões para lá da órbita terrestre.
A Nasa garante que vai continuar a trabalhar na Estação Espacial Internacional, um projeto internacional em que participam 16 países. Os novos astronautas vão ser treinados para viajar a bordo do Orion, um veículo polivalente concebido com a tecnologia necessária para levar os astronautas para fora da órbita terrestre, fato que marcaria o início de uma nova era da exploração espacial. Depois de abandonar os vaivéns espaciais, a NASA concebeu uma nova geração de naves, com maior capacidade, potência e resistência
.

Assistam abaixo o documentário completo: "Eram os Deuses Astronautas?" de Erich Von Daniken

A Breve Opinião:

As pesquisas espaciais sempre foram objeto de interesse de muitas pessoas. Isso porque muitos acreditam em vida fora da Terra, além do benefício que essas pesquisas trouxeram com o lançamento de satélites que mudou a vida no nosso planeta.

Quando crianças muitos gostariam de ser astronautas, viajar pelos planetas, ver de perto estrelas, ver a Terra do espaço, enfim desbravar o espaço sideral.



segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Tensão na Síria


O Fato:

Suspensão da Síria pode não ser suficiente, dizem analistas

A decisão da Liga Árabe de suspender a Síria isolou ainda mais o regime do presidente Bashar al-Assad e estimulou a oposição, mas pode não ser suficiente para acabar com o derramamento de sangue, segundo analistas.
A Síria se tornou a segunda nação da "Primavera Árabe" a enfrentar este tipo de sanção este ano pela Liga Árabe - criticada há muito tempo por sua postura impotente frente aos déspotas da região -, depois da suspensão da Líbia em fevereiro.
"Esta é uma decisão muito importante. Pela primeira vez, a Síria perde a proteção árabe", disse Joseph Bahout, especialista sírio da universidade Sciences-Po em Paris, observando que 18 dos 22 membros da Liga votaram pela suspensão.
"Quando se trata dos trabalhos de ordem política árabe, esta é uma nova e inesperada decisão", disse ele.
Em um encontro extraordinário de ministros das Relações Exteriores no Cairo, a Liga decidiu no sábado suspender a Síria de todas as suas atividades até Damasco implementar o plano de paz firmado com o grupo árabe.
O governo sírio reagiu nesta segunda-feira, considerando a iniciativa árabe "vergonhosa".
"A decisão da Liga Árabe de suspender a Síria representa um perigoso passo", disse o chanceler sírio Walid Muallem em uma coletiva de imprensa em Damasco.
Uma declaração, lida pelo primeiro ministro do Qatar Hamad bin Jassem al-Thani, também disse que a Liga deve implementar "sanções econômicas e políticas" contra Damasco, sem mais explicações.
Sheikh Hamad disse que a suspensão vai durar "até a implementação total (pela Síria) do plano árabe para resolver a crise, que Damasco aceitou no dia 2 de novembro."
A Liga convidou "todos atualmente na oposição da Síria a se reunirem nas instalações da Liga Árabe no Cairo em três dias para esboçar uma visão conjunta para o período de transição que se aproxima".
"É o começo do reconhecimento oficial" da oposição, disse Bahout à AFP.
Apesar da suspensão, a Síria ainda é um membro da Liga Árabe, ao contrário do Egito, que perdeu seu assento em 1979, depois de assinar um acordo de paz com Israel.
A suspensão, entretanto, é vista como uma poderosa ação dentro da região, que pode enfraquecer o apoio da Rússia e da China ao regime sírio no Conselho de Segurança da ONU.
"Agora que a Liga Árabe tomou uma ação crucial, é hora de o Conselho de Segurança da ONU finalmente tomar posição e fornecer uma resposta internacional efetiva à crise de direitos humanos da Síria", disse Philip Luther, chefe da Anistia Internacional para o Oriente Médio e o Norte da África.
"A questão é se aqueles países que têm bloqueado uma ação internacional efetiva na Síria - em particular Rússia e China - reconhecerão o quanto eles se tornaram isolados", declarou Luther.
Pelo acordo da Liga Árabe, o regime sírio concordou em libertar prisioneiros, retirar o Exército de áreas urbanas, permitir a livre movimentação de observadores e da mídia e negociar com a oposição.
"Conhecendo este regime, ele provavelmente ficará mais firme e a opção pela segurança será expandida", previu Bahout.
"Tentaremos enviar observadores civis para a proteção da população, mas, obviamente, não está claro se o governo sírio aceitará, provavelmente recusará", disse um diplomata árabe na Liga à AFP.
Se não há progresso político, também há o medo de radicalização entre manifestantes contra o regime. "Há temores que as manifestações se transformem em um conflito armado", disse o diplomata, que pediu para não ser identificado.

Fonte: AFP


A breve Opinião:


O cenário está armado. Depois do Irã será a vez da Síria ser atacada e o caminho ficará livre desde o Afeganistão até o Mar Mediterrâneo. Não basta tomar os poços de petróleo se não conseguirem retirar de lá e exportar aos países interessados. 

Notem que o Irã ainda não foi atacado, mas é tudo questão de tempo, estão criando um cenário para justificar os ataques. Não sei se depois da Primavera Árabe virá mesmo o Verão.

Olhem o mapa abaixo e vão enxergar o caminho que levará o petróleo do Oriente Médio para a Europa via Mar Mediterrâneo: Irã, Iraque, Síria ou Irã, Iraque, Arábia Saudita, Egito e Líbia. Compare com as áreas que estão ou estiveram em conflito recentemente e se perguntem: Coincidência?