Google+ Seguidores

Leitura sem fronteiras - Tradutor

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Israel X Irã


O Fato:

Israel testa mísseis após alerta sobre programa do Irã

Israel testou um míssil nesta quarta-feira, dois dias depois de o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu ter alertado para a "ameaça direta e pesada" que o programa nuclear iraniano representa para o Estado judaico.
"Israel realizou hoje o teste de disparo de um sistema de propulsão por foguete a partir da base Palmachim", disse um comunicado do Ministério de Defesa. "Isso havia sido planejado há algum tempo pela defesa e foi realizado conforme o programado."
O míssil voou em um ângulo alto em direção ao céu, com sua pluma visível ao longo do centro de Israel, segundo testemunhas que informaram a mídia local do lançamento antes do anúncio formal do ministério.
O ministério se recusou a dar detalhes sobre o sistema testado, mas o correspondente para assuntos militares da Rádio Israel, que é regularmente informado por funcionários de alto escalão sobre questões de defesa, disse que um "míssil balístico" havia sido lançado.
O termo geralmente se aplica a mísseis de longo alcance para lançar ogivas. Israel, que não confirma nem nega ter tais armas, conhecidas como Jericós, também vem aprimorando seu escudo aéreo Arrow, que usa mísseis interceptadores para abater mísseis balísticos acima da atmosfera.
A imprensa israelense tem realizado uma série de reportagens sobre supostos esforços do primeiro-ministro Netanyahu para garantir a aprovação do gabinete para uma ação militar contra o Irã. Alguns analistas dizem que a especulação visa convencer as potências mundiais a endurecer as sanções sobre Teerã.
Questionado sobre as especulações da mídia, um porta-voz do primeiro-ministro se recusou a comentar, afirmando que Netanyahu havia falado sobre o programa nuclear de Teerã em um discurso político na segunda-feira que abriu a sessão de inverno do Parlamento.
"Um Irã nuclear vai representar uma ameaça séria para o Oriente Médio e todo o mundo, e isso, claro, representa uma ameaça séria e pesada para nós," disse Netanyahu naquele discurso, repetindo comentários feitos por ele no passado.
Netanyahu não deu nenhuma indicação sobre qual ação Israel poderia tomar. Ele disse que todas as opções estão disponíveis para tentar impedir que o Irã construa armas nucleares. O Irã alega estar enriquecendo urânio para propósitos pacíficos.
Fonte: Correio do Estado
A Opinião:

Esse pavio já foi acesso há muito tempo, a demora em explodir é tão grande quanto o estrago que essa explosão irá causar.
Estamos diante de mais um confronto entre árabes e judeus, fomentado principalmente por interesses dos Estados Unidos e pelas declarações infelizes do líder do Irã.
O mundo faz campanhas pela paz, mas o ano de 2011 foi marcado por conflitos. A pergunta é: Que país será o próximo alvo?
Resta esperar pra ver

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário