Google+ Seguidores

Leitura sem fronteiras - Tradutor

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Saúde inusitada


A cada ano surgem novas alternativas na área de saúde que nos deixam perplexos, pois oferecem alternativas jamais imaginadas dando inclusive a impressão que, no futuro, poderemos escolher como seremos ou quando deveremos morrer. Abaixo dois exemplos:

Os Casos:

EUA tentam conter venda de pirulitos infectados com catapora via internet

Autoridades do Estado americano do Tennessee ameaçaram tomar medidas legais contra pais que comprarem ou venderam pela internet pirulitos infectados com catapora para transmitir, voluntariamente, a doença a seus filhos.
O procurador-geral do Tennessee, Jerry Martin, disse que a prática de enviar vírus e bactérias pelo correio é crime federal nos mesmos moldes que o envio de substâncias usadas em ataques biológicos, como antraz.
O procurador resolveu falar duro depois que emissoras de TV locais divulgaram reportagens mostrando que grupos de pais estão se reunindo em 'festas da catapora' cujo objetivo é fazer com que crianças infectadas com a doença a transmitam para outras crianças saudáveis.
Muitos pais não acreditam nos benefícios da vacina, e preferem que seus filhos sejam contaminados com a doença ainda novos, quando seus efeitos são mais amenos. Uma vez contraída a catapora, o indivíduo cria imunidade para o resto da vida.
Grupos na rede social Facebook, como o "Find a Pox Party Near You" (ou "encontre uma festa da catapora perto de você"), servem de ponto de encontro para que os adultos combinem os eventos.
E quando por razões logísticas os eventos não podem ser realizados, o canal WSMV, de Nashville, mostrou que é possível comprar, na internet, pirulitos lambidos por crianças enfermas, roupas usadas por elas com a doença e inclusive cotonetes contaminados.
A reportagem da emissora conversou com uma mãe de Nashville que vendia por US$ 50 na internet pirulitos lambidos por seus filhos e contaminados com catapora.
"(As crianças) não conseguem mais pegar catapora do jeito normal, simplesmente pegar e ter imunidade para o resto da vida", explicou Wendy Werkit à reportagem.
Entretanto, as autoridades de saúde alertaram para os perigos desta prática. Um médico do Departamento de Saúde do Tennessee disse que, ao expor seus filhos aos fluidos de outra criança, os pais podem estar contaminando-os com uma série de outras doenças desconhecidas.
Ao tomar conhecimento desses casos, o procurador Jerry Martin pediu à WSMV que lhe fizesse uma entrevista sobre o tema.
"A mensagem precisa ser clara para todos os indivíduos que tentem adotar esse comportamento", disse o procurador. "O governo federal e o Departamento de Justiça não vêm com bons olhos a violação de qualquer lei federal, e certamente das leis que cuidam da segurança e a saúde pública", ameaçou.
"Se você tentar expor alguém a um vírus ou doença infecciosa, e usar o correio americano ou o comércio interestadual para enviar material para outra pessoa, você estará se expondo a um processo na Justiça federal."
Fonte: Portal G1

Médico promete transformar olhos castanhos em azuis com uso de laser

Já imaginou poder ter o tão desejado olho azul apenas com um procedimento médico de poucos segundos? Gregg Homer, médico da Califórnia, afirma que isso é possível porque, no fundo, todos têm olhos azuis. "Todo mundo que tem olhos castanhos tem o azul coberto por uma camada de pigmento", explica ele.
O método desenvolvido por ele funciona com um laser que atinge a parte mais clara do olho e da córnea e começa a desfazer o pigmento. O próprio organismo, então, termina o processo. Em entrevista ao Daily News, Homer afirma que o tratamento já foi testado, com sucesso, em 12 voluntários no México.
O procedimento é feito em 20 segundos, com o paciente observando uma tela animada com um dos olhos tapados. Para o processo ser completo, a ação é repetida no outro olho.
Os olhos não ficam azuis na hora. Na primeira semana ficam mais escuros e só depois de um mês é que a mudança completa ocorre, segundo o médico. Uma vez que a pessoa opta por mudar a cor do olho para azul não há mais como voltar atrás.
Só nos Estados Unidos quase três mil pacientes já mostraram interesse em passar pela mudança, mas eles vão precisar de paciência: o médico estima que serão necessários três anos para que o método seja aprovado no país. A cirurgia deverá custar US$ 5.000 (cerca de R$ 8.700).
No Brasil, o Conselho Federal de Medicina também não aprovou a cirurgia. "O Conselho tem uma câmara técnica que avalia todos os procedimentos, mas esse ainda é experimental, há pouca referência sobre ele na literatura médica", declara o médico Paulo Augusto de Arruda Mello, professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).
Ainda que os oftalmologistas não conheçam todas as eventuais complicações ligadas ao procedimento, fala-se em risco de desenvolver glaucoma e catarata.
De acordo com Mello, o procedimento também causa alterações importantes na estrutura da íris. "O laser promove quebra de pigmento, portanto é evidente que isso pode promover um processo inflamatório na região", explica ele.
Fonte: Uol
A Opinião:

Os dois casos são a primeira vista loucuras, no primeiro caso, fazer com que a criança tenha catapora para criar naturalmente anticorpos e impedir que a mesma tenha essa doença na fase adulta, já que é mais perigosa em adultos do que em crianças. 
A maior parte das grandes descobertas surgem de necessidades humanas, e o segundo caso mostra como estão ficando fúteis as nossas necessidades. Por que não dedicar tempo para descobrir as causas e lutar pela cura do câncer, por exemplo? Será que já sabem mas não podem se pronunciar devido ao poder econômicos dos "elementos causadores"?
Enfim, tanto em um caso quanto no outro, observa-se tentativas inovadoras de ganhar dinheiro, uma oferecendo uma doença para trazer imunidade e outra trocando o coloração dos olhos apenas por uma questão estética fazendo a pessoa "se aceitar melhor", é o Photoshop Real. 
O que esqueceram ou sequer se preocuparam foi de calcular os riscos para os clientes.
O vídeo abaixo tem cenas fortes, mostra pessoas fazendo "tatuagens nos olhos", evite assistir se acha que vai te fazer mal.


 


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário