Google+ Seguidores

Leitura sem fronteiras - Tradutor

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Os governos devem gastar com publicidade?


O Fato:

Lula critica imprensa e defende gastos do governo com publicidade

Durante sua visita nesta quinta-feira a Paraíba do Sul, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu gastos do governo com publicidade e justificou-se dando uma alfinetada na imprensa, já que para ele, notícias ruins têm mais espaço no noticiário.
"Normalmente o que é ruim tem preferência no noticiário sobre o que é bom. Raramente você vê uma reportagem elogiando um hospital. O que é bom parte-se do pressuposto que é obrigação", disse o ex-presidente, que continou a criticar a imprensa:
"Um hospital que salvar mil vidas não é notícia, mas se morrer um é. Vocês - se dirigindo ao governador Sérgio Cabral - têm a obrigação política com o povo do Rio e com quem não mora aqui de dizer o que estão fazendo aqui. Acho que isso é uma falta de opção nossa. Tem muita gente que fala: ′Ah, você vai gastar dinheiro com publicidade?` Enquanto você não gasta para fazer publicidade das coisas boas, gasta para fazer nota reexplicando aquilo que foi equivocadamente denunciado", completou Lula.
O ex-presidente também deu um “recado” para o governador Sérgio Cabral: “Sabemos que ainda tem fila. Mas se o que melhorou, a gente não colocar para o povo saber, o povo vai ficar sabendo apenas aquilo que os outros querem que eles saibam. Segundo ele, tem muita coisa errada, mas tem que mostrar o que foi feito:
"Numa escada de 16 degraus, vocês chegaram a 8, 9. Tem que mostrar. A gente aprendeu com Chacrinha a muito tempo atrás: `Quem não se comunica, se trumbica".



A Opinião:

Por um lado o ex-presidente Lula está certo, o noticiário prioriza as piores notícias dando a sensação de que tudo está mal, não dando destaque as coisas boas feitas pelos governos municipais, estaduais e pelo próprio Governo Federal.
Porém, isso não justifica os gastos exorbitantes dos governos com publicidade, até porque muitas vezes a publicidade sobrevaloriza o que foi feito, não informando o povo sobre o que os governos fazem de bom e sim ludibriando, fazendo o que é regular ou apenas bom parecer sensacional. O vídeo abaixo é um exemplo disso.



Os gastos exagerados são uma tentativa de se perpetuar no poder, trazer o povo para o seu lado e diminuir as críticas da imprensa, afinal não é bom criticar um "bom cliente", pois grande parte das propagandas em diversos meios de comunicação são feitas pelos governantes, sendo lucrativo para as grandes empresas de comunicação.
O dinheiro público gasto com publicidade (ou seja, os seus impostos vão servir também para enaltecer os políticos que muito deixam a desejar) poderiam ser utilizados para melhorias nas áreas sociais. O povo enxerga as melhorias, o que não estão enxergando e nem se revoltando é com a farra do gasto com propagandas.

O Debate:

Você considera justo que o governo gaste com publicidade? 

O jornalismo brasileiro deveria dar mais espaço para boas notícias?

Nenhum comentário:

Postar um comentário