Google+ Seguidores

Leitura sem fronteiras - Tradutor

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Criança de 5 anos é intimada a depor


O Fato:

Menino de 5 anos é chamado para depor por morder professora

Um menino de 5 anos foi intimado a prestar depoimento na delegacia de Iaras, São Paulo, por ter dado uma mordida na professora há cinco meses. A educadora registrou ocorrência em fevereiro, mas a família só tomou conhecimento nesta quinta-feira. Segundo o delegado Osmar Sena Vieira, a intimação foi um equívoco do escrivão e um documento corrigindo essa intimação indevida já foi enviado ao Ministério Público.
A professora Alessandra Eugênio Pagliato, afirmou que, na tentativa de separar uma briga entre as crianças, levou mordidas e chutes, ficando com hematomas.
A mãe do menino, indignada com a intimação, disse em entrevista, que a criança se justificou  dizendo que a professora tinha machucado seu braço e que, desconhecia o registro da ocorrência por parte da professora.
O conselheiro tutelar Avelino Rodrigues de Oliveira, declarou que o conselho tutelar só foi informado do caso depois da intimação da mãe e da criança. Completou dizendo: "A criança não pode ter um tratamento vexatório. Quando acontece casos de violência que geralmente chega ao conhecimento do conselho, nossa atitude tem sido o de proteger os direitos da criança e do adolescente"

A Opinião:

É importante que não façam uma tempestade em um copo d'água em um caso como esse, houve um erro por parte da polícia que já foi devidamente corrigido, houve um exagero por parte da professora, que poderia muito bem contornar a situação e aproveitar para ensinar algo para essa criança e para as outras da turma, houve complacência por parte dos responsáveis e um erro por parte da criança que ainda há tempo para corrigir.

Todos os equívocos podem ser contornados, não há motivos para crucificar ninguém nesse caso. É importante apenas relatar e aprender, é um exemplo clássico do que não se deve fazer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário