Google+ Seguidores

Leitura sem fronteiras - Tradutor

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Reservas do Brasil


O Fato:

Reservas superam US$350 bilhões pela primeira vez na história

As reservas internacionais brasileiras superaram pela primeira vez na história a marca de 350 bilhões de dólares, de acordo com dados do Banco Central (BC) divulgados nesta quinta-feira.

Com base no conceito liquidez internacional, as reservas alcançaram 350,881 bilhões de dólares na véspera, valor recorde.
O número representa um crescimento de quase 70 por cento frente aos 206,486 bilhões de dólares registrados no final de setembro de 2008, mês em que a crise global se agravou.
Na época, o BC utilizou os recursos para prover liquidez ao sistema financeiro, abalado pela crise de confiança. Em maio de 2009, o BC retomou as compras de moeda estrageira no segmento à vista --para tentar conter a queda do dólar--, reimpulsionando as reservas.
Desde então, houve um salto de 145,305 bilhões de dólares no colchão. Apenas em 2011, o BC já adquiriu mais de 45 bilhões de dólares via as compras à vista, segundo dados relativos até sexta-feira passada.
Autoridades do governo têm feito coro sobre a importância das reservas internacionais como um dos anteparos do Brasil para enfrentar a recente turbulência nos mercados financeiros.
A presidente da República, Dilma Rousseff, o ministro da Fazenda Guido Mantega, e o presidente do BC, Alexandre Tombini, vêm reiterando que as reservas são um dos instrumentos que permitirão ao Brasil manter-se firme caso haja uma deterioração no cenário internacional, lembrando que o país atualmente está mais bem preparado para absorver choques externos do que em 2008.

(Reportagem de José de Castro)

Fonte: http://br.reuters.com/article/topNews/idBRSPE77A0MD20110811

A Opinião:

É muito bom ler uma notícia como essa e saber que o seu país que foi motivo de piadas até o final da década de 1990 começa a ser respeitado no cenário internacional e aparenta estar melhor preparado para enfrentar as crises.

Resta agora darmos um passo maior, no sentido de valorizar a educação e respeitar a memória do nosso povo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário