Google+ Seguidores

Leitura sem fronteiras - Tradutor

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Rock in Rio


O Fato:


Roberta Medina revela curiosidades do Rock in Rio

Roberta Medina, filha do propulsor do Rock in Rio, tinha apenas seis anos na primeira edição do festival, em 1985. "Lembro que me perdi no meio das obras, e gostava de brincar com aqueles óculos escrito ‘rock’ e de passar gel no cabelo", disse para O Dia Online, e hoje controla o império de seu pai, Roberto Medina, que passou em 2001 o reino do Rock para ela.
A menina que tocava piano agora se deixa contagiar pelo som da bateria. "Mais recentemente, aprendi a tocar bateria. É muito difícil coordenar pés e mãos, mas comprei uma da marca Pearl e até que me saí bem!"Para comandar o festival, Roberta teve que aprender na prática quando o pai da moça a colocou no comando. "Foi na edição de 2001, ele enlouqueceu: me colocou como coordenadora de produção sem eu saber nada do assunto. Foram nove meses sem vida social, só lendo contratos e acertando pagamentos", e ela se saiu muito bem, também se mostrou muito competente tomando as rédeas do evento. "Os contratos traziam cláusulas inacreditáveis, como a que proibia o Ozzy Osbourne de comer morcego no palco. O Prince pediu 500 toalhas, que acabaram lá em casa, ficamos anos usando. O caso mais curioso que passei foi quando o Paul McCartney pediu para não venderem carne no festival, em Lisboa, o que acabei conseguindo contornar".
Apesar do jogo de cintura para contornar Paul McCartney, ainda existe uma meta que ela não atingiu: trazer Robbie Williams para o Rock in Rio! Mas como o cantor resolveu não retornar ao seu antigo grupo Take That e passou a planejar uma nova turnê mundial, as possibilidades parecem bem favoráveis à sua presença no próximo Rock in Rio.
Fonte: Portal Terra


Algumas Lembranças:



A Opinião:

Amanhã começa mais um mega evento na cidade que cada vez mais se especializa nessa área. Nos mega eventos que ocorrem no Rio de Janeiro, todos os detalhes são planejados e isso, somado a euforia do público leva ao sucesso. Aproveitem, divirtam-se, mas não esqueçam de cobrar atitudes políticas que tragam benefícios a população a longo prazo. 

Que a cidade maravilhosa não se limite a prazeres de fim de semana e sim que seja um prazer viver nela. Que não camuflem os problemas de mobilidade urbana, saúde, educação, segurança, mas que se resolvam de vez, para que o sucesso não fique apenas nos mega eventos, mas que seja duradouro.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário