Google+ Seguidores

Leitura sem fronteiras - Tradutor

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Satélite da Nasa vai cair na Terra essa semana


O Fato:

Satélite do tamanho de ônibus cairá sobre a Terra nesta semana

A Nasa (agência espacial norte-americana) informou, nesta segunda-feira (19/09), que um satélite desativado vai cair na Terra nos próximos dias, mas não sabe informar exatamente onde e quando isto vai acontecer.
Lançado em 1991 para estudar a atmosfera, o Uars tem o tamanho de um ônibus escolar e pesa quase seis toneladas. As chances do satélite atingir uma pessoa, no entanto, são mínimas: cerca de 1 em 3.200, segundo a agência espacial.
"Portanto, estas são probabilidades realmente muito baixas de que alguém venha a ser atingido por um pedaço de escombros", disse Nick Johnson, cientista-chefe do Programa de Detritos Orbitais da Nasa, na agência do Johnson Space Center em Houston.
Segundo os cientistas, o mais provável é que o satélite venha a cair entre a quinta e a sexta-feira sobre um trecho de terra com mais de 804 km de comprimento em algum lugar entre o norte do Canadá e sul da América Latina.
A Nasa aconselha a qualquer pessoa que encontrar um dos pedaços do satélite a não tocar no objeto e notificar as autoridades locais. A agência afirma que o aparelho continua a ser propriedade do governo dos Estados Unidos e não pode ser vendido ou negociado.
O Uars custou US$ 750 milhões e parou de funcionar em 2005, quando foi desligado e substituído por satélites melhores e mais novos.
No mesmo ano, a Nasa usou todos os propulsores do satélite para move-lo a uma órbita mais baixa e assim ser sugado pela gravidade da Terra. Atualmente, a órbita do Uars é de cerca de 245 km por 275 km e, obviamente, continua diminuindo a cada dia.

Fonte: Correio do Estado

A Opinião:

A queda desse satélite pode ser perigosa, pois existe o risco, embora muito pequeno, de atingir uma pessoa. A Nasa terá a responsabilidade caso a queda do satélite cause algum tipo de dano a pessoas ou mesmo a construções, até o momento, em quedas de satélites anteriores nada de mal ocorreu, vamos torcer para que não aconteça.

Os satélites de fato revolucionaram a vida na Terra, pois permitiram avanço fantásticos nos meios de comunicação por exemplo. Que as pesquisas espaciais cada vez mais enveredem por esse caminho e cada vez menos em tentativas inúteis de descobrir vida em outros planetas.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário