Google+ Seguidores

Leitura sem fronteiras - Tradutor

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Boa notícia na bienal do livro



O Fato:

Dilma anuncia R$ 36 milhões para incentivar produção de livros a R$ 10

A presidente Dilma Roussef anunciou na tarde desta quinta nesta quinta-feira (1º) na 15ª Bienal do Livro no Rio de Janeiro o programa do livro popular que pretende incentivar a produção e comercialização de publicações mais baratas. O objetivo do projeto é levar para as livrarias e bancas de jornais exemplares que custem até R$ 10. Coordenado pela Fundação Biblioteca Nacional, o programa prevê investimentos de R$ 36 milhões do Fundo Nacional de Cultura. Para Dilma, o projeto vai despertar nos brasileiros o interesse pela leitura.

- O livro seja em papel ou digital é um bem de todo brasileiro. Além das bibliotecas públicas, os brasileiros têm o direito de ter os seus livros para ler em casa.


Dilma, após a cerimônia, aproveitou para visitar parte alguns estandes da Bienal. 
O ingresso para a Bienal deste ano custa R$ 12. Estudantes e maiores de 60 anos pagam meia-entrada. Professores e bibliotecários têm acesso gratuito. Mas, para isso, o visitante deve se cadastrar no site do evento e levar um documento de identificação e comprovante de profissão para a feira. 
Fonte: R7
A Opinião:

Incentivar a leitura é uma medida que merece elogios, ler é essencial, além de ser um prazer que nem todos ainda descobriram. A bienal do livro no Rio de Janeiro é um evento que faz sucesso há bastante tempo, o que prova que as pessoas gostam de ler sim, desde que obviamente seja algo de interesse e que não sejam pressionadas.
Essa medida do governo pode tornar alguns livros mais acessíveis e assim despertar a vontade de ler do povo brasileiro. O leitor passa a escrever com menos erros, possui novas ideias para discutir e não fica tão dependente das informações das redes de televisão.
Visitem a bienal, comprem livros, criem o hábito de ler e incentivem os mais novos a iniciarem as leituras. O livro é um ótimo companheiro para diversas horas.


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário